Tire as suas dúvidas sobre o Sarampo e a vacinação

Nas últimas semanas, acompanhamos pelos noticiários que Brasil passa um surto de sarampo, com um grande número de casos nos estados de Roraima e Amazonas, e outros confirmados no Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul. Pensando nisso, preparamos algumas orientações para que todos conheçam a doença e saibam como se prevenir.

O Sarampo é uma doença infecciosa e bastante contagiosa. Os seus sintomas variam de febre alta, tosse, coriza e manchas na pele, até a diarreia, pneumonia e em casos mais graves, levar a morte, principalmente em crianças  desnutridas e menores de um ano de idade. É importante atentar, pois estes sintomas podem ser facilmente confundidos com os da catapora (varicela) ou rubéola.

A transmissão ocorre por meio de secreções respiratórias, no período de  quatro a seis dias antes do aparecimento de manchas avermelhadas na pele.

Como se prevenir?
A vacinação contra o sarampo é a única maneira de prevenir a doença. 
A vacina Tríplice Viral está disponível, gratuitamente, em todos os postos de saúde do país.

A partir do dia 6 de agosto, crianças entre 1 e 5 anos podem ir ao posto de saúde receber vacina contra a poliomielite e o sarampo mesmo se já tomaram o imunizante anteriormente (desde que não nos últimos 30 dias).

No dia 18 de agosto, acontecerá o Dia D de mobilização, quando os mais de 36 mil postos de vacinação no país estarão abertos ofertando as vacinas. Segundo o Ministério, 11,2 milhões de crianças devem ser vacinadas e a meta é vacinar 95% destas crianças.

Quem pode se vacinar?
Crianças a partir de 12 meses de idade – vacinar com 1 dose de Tríplice Viral.
Crianças de 15 meses a 4 anos de idade (que já tenham recebido vacina Tríplice Viral) – vacinar com Tetra Viral, que corresponde à 2ª dose de sarampo, rubéola e caxumba e dose única de varicela (catapora).
Para adolescentes e adultos até 49 anos:
Até os 29 anos – duas doses, podendo ser da tríplice ou tetra viral
Dos 30 aos 49 anos – dose única, podendo ser da tríplice ou tetra viral
Quem já tomou duas doses durante a vida, da tríplice ou da tetra, não precisa mais receber a vacina.

Fique ligado! As crianças de 12 a 23 meses, não deverão ser imunizadas, simultaneamente, com a Tríplice viral e a vacina Febre Amarela. Nesse caso, dar intervalo de 30 dias.

Não devem receber a vacina:
• Casos suspeitos de sarampo
• Gestantes - devem esperar para serem vacinadas após o parto. (Caso esteja planejando engravidar, assegure-se que você está protegido). 
• Menores de 6 meses de idade
• Imunocomprometidos

O adulto que não se lembra se foi vacinado pode se vacinar de novo? Há riscos para a saúde?
Se não há comprovação de vacinação nas faixas indicadas, há necessidade de adultos receberem a vacina. Não há risco para a saúde. 

Devo me preocupar?
Não. Siga todas as orientações do Ministério da Saúde, verifique se está em dia com a vacina e caso ocorra qualquer sintoma procure um médico rapidamente.

Dúvidas sobre sintomas ou sobre a vacina? Entre em contato com o Doutor PASA que está disponível para esclarecer dúvidas e dar orientações sobre saúde aos Associados e usuários dos Planos PASA. O serviço é inteiramente gratuito e atende 24 horas por dia, nos 7 dias da semana. Ligue 08000 260 911.