Identificação como usuário PASA na rede do SUS evita pagamentos em duplicidade

A falta de identificação como usuários dos planos PASA por parte dos associados e de seus dependentes e agregados, ao realizarem atendimentos em hospitais credenciados e conveniados ao SUS, pode gerar pagamento duplicado ao Ministério da Saúde por parte da operadora.

As consultas, exames, cirurgias, tratamentos, entre outros procedimentos efetuados nesses hospitais, bem como os usuários dos planos PASA que os realizaram, são identificados mensalmente pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e informados à operadora, que deve custear esses atendimentos, conforme artigo 32 da Lei nº 9.656/98.

Para evitar o pagamento em duplicidade (ao Ministério da Saúde e ao credenciado PASA) e garantir a qualidade no atendimento à saúde, neste mês de julho a PASA deu início ao processo de apuração dos procedimentos realizados. Desta forma, a Central de Atendimento PASA poderá entrar em contato por telefone com os usuários para confirmar esses atendimentos.

Além disso, é importante que os associados, dependentes e agregados PASA se identifiquem como usuários do plano para prevenirem o pagamento duplicado. A PASA não possui qualquer ingerência quanto à eficiência e efetividade do atendimento à saúde prestada pelo SUS, seja por hospitais públicos ou particulares.

A operadora destaca que a participação do empregado na gestão de seu plano de saúde, com o bom uso e com a fiscalização de sua rede credenciada no cumprimento de contratos, seja de especial importância.

Deixe um comentário


Carregando...